ESTÁ DIFÍCIL? QUER QUE EU “AJUDE” OU QUER QUE EU “AJUDO”?

É assim:

Quando queremos expressar certeza, usamos o verbo no indicativo, seja presente, passado ou futuro: Eu AJUDO / Eu não AJUDEI / Eu AJUDAREI.

Mas quando queremos expressar situações de hipótese, suposição, desejo, expectativa, necessidade e outras semelhantes, usamos o verbo no subjuntivo: Eu não quero que você AJUDE.
(Nossa, soou meio grosseiro esse exemplo... Devia ter usado outro. Agora já foi. Rsrs)

Logo:

Você quer que eu VOU? – errado
Você quer que eu VÁ? – certo

Você quer que eu LIGO? – errado
Você quer que eu LIGUE? – certo

Você quer que eu PEGO? – errado
Você quer que eu PEGUE? – certo

Ele quer que eu FAÇO. – errado
Eler quer que eu FAÇA.– certo

Eu preciso que ele VAI. – errado
Eu preciso que ele VÁ. – certo

Aproveitando: o verbo PERDER sofre um pouquinho mais nesses casos do que os outros. O problema é o PERDA e o PERCA.

PERCA só usamos no subjuntivo: Não quero que você PERCA tempo.

PERDA é um substantivo: Visitar este blog não é uma PERDA de tempo... (rs).

5 comentários:

  1. Maravilha seu blog! Entro por aqui sempre.
    Beijos Ana Luiza

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana! Que bom que você tem gostado!
    Beijos de volta,
    Lili

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia,lili!Quanto a "perca" e "perda" gostaria de saber se o sentido está correto na seguinte quadra:
      Numa perda o peito explode
      Por que a gente não pensa,
      Que após a perda pode
      Surgir uma recompensa. (leandro leite)

      Excluir
  3. Oi Lili! Qual pergunta está correta?

    É melhor marcar a reunião de manhã ou à tarde?
    É melhor marcar a reunião pela manhã ou à tarde?

    ResponderExcluir
  4. Olá!!

    Os dois estão corretos (pela manhã ou de manhã)!

    bjs

    ResponderExcluir